segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Fim de Ano - Rafinha


Como não lembrar de vocês
Como não chorar outra vez
Só de lembra
Poder te abraçar
E os laços que eu plantei
Que formaram raízes no meu chão
Vou colher por toda vida amigos do meu coração
Se o mundo te esquecer
Quando o dia amanhecer
Quero estar aqui também
Vamos juntos pro ano que vem (8)

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Merry Christmas


Pessoal, sei que estou quebrando a rotina do blog, que é postagem toda segunda, mas é porque as coisas andam muito, mas muito bem pro meu lado, dessa forma, resolvi quebrar o "figurino" só pra dizer-lhes o que o título da postagem já diz Um Feliz Natal, desejo a todos que a felicidade que estou sentindo, até aos "inimigos" (Que pensando bem agora não tenho nenhum não, graças a Deus), que a felicidade bata na porta de cada um e que cada um permita que ela entre como eu permiti.

Decisions


Essa postagem será publicada na segunda como manda o "figurino" do blog, mais precisamente dia 24/12, ou seja, você já vai ter pensado: O mundo não acabou. Porém estou escrevendo ela no dia 20/12 mais precisamente às 01:29, então pensem, tomou as decisões que queria antes do suposto fim do mundo? Olhou pra você e sentiu orgulho como se fosse o último dia para senti-lo? Ou precisava mudar? Mudanças são necessárias e escolhas mais ainda. Então faça as suas, escolha uma estrada e a trilhe como se fosse à última, antes que a porta do seu mundo se feche para todo sempre.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

For You


Quem sabe a gente não se encontre naquela cafeteria que costumávamos ir, eu café bem adoçado e você com o mesmo café amargo de sempre. Ou naquela esquina onde nos esbarramos pela primeira vez. Talvez eu passe pelo cais do porto onde demos nossos primeiros beijos só pra relembrar e você resolva ir até lá fazer o mesmo. Em frente à barraca de cachorro quente pode ser um bom lugar... Também pode ser naquela mercearia da esquina da casa da minha avó, onde te obriguei a comprar sua primeira vara de pescar e você adorou o ato que ela lhe trouxe, tranquilizante eu sei, costumava alegar isso pra te convencer não sei se si lembra. Pode acontecer de eu ir passar o verão em Angra naquele hotel luxuoso que você me levava. Posso estar entrando na confeitaria e eis você saindo de lá com um saco lotado daqueles brookies que eu adorava com gotas de chocolate. Ou no cinema, não, não o grande no centro que eu gostava, mas no pequeno mesmo que eu ia pra satisfazer suas vontades, em alguns sábados, quando você resolvia alegar que quanto menor o espaço, menor a distância entre nós. Eu não sei mais quantos acasos imaginar, eu só espero que ele volte a nos juntar como já fez uma vez, eu nunca acreditei em destino e agora aqui estou sentada esperando por ele. Esperando que ele me traga novamente aquela dose necessária de você.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Vagalumes - Pollo (Participação Ivo Mozart)


Vou caçar mais de um milhão de vagalumes por aí,
Pra te ver sorrir eu posso colorir o céu de outra cor,
Eu só quero amar você,
E quando amanhecer eu quero acordar...
Do seu lado. (8)

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Tears


Eu não tomei o leite de sempre antes de dormir, não escovei os dentes, nem se quer coloquei o pijama, pois a dor não aguentaria passear pela casa sem escorrer pelos olhos.~

Seguir por e-mail